Diário de Uma Treinante

1 ano passou e lembrar ainda dói

Posted on: 21/05/2014

Ontem foi uma noite muito difícil.

Ao me preparar para dormir lembrei que ontem completei exatamente 1 ano que perdi aquela gravidez.
1 ano que meu celular tocou e era meu médico, dizendo que meu Beta HCG tinha regredido para 28 e que ali não existia mais uma gravidez.

Dói, dói muito lembrar disso.

A lembrança me fez querer sumir, dormir e não ser acordada, pois pelo menos em sonho eu poderia esquecer tudo aquilo.

É difícil para quem nunca passou por este tipo de perda saber qual é o sentimento. E eu não encontro palavras para descreve-lo.

Eu felizmente (pois acho que seria pior) não cheguei a me sentir grávida.
Eram poucas semanas de gestação, sem dúvida não chegaram a 05 semanas (partindo do princípio que os médicos contam a partir do 1° dia de ciclo). Não tive enjoo, fiquei apenas com muita sensibilidade no seio e me veio uma vontade de infância.. a de tomar café preto.

Esta é a lembrança que eu guardo dos poucos dias que eu estive com um resultado positivo em minhas mãos.

Ainda sonho com aqueles números, com aquela sensação de felicidade que não cabia no peito quando vi o resultado na internet, com a reação do meu marido quando contei que estávamos grávidos.

Ontem eu estava com o coração partido. Ele me apoiou, me deu carinho. E era tudo o que eu precisava.

Hoje é um novo dia. Deitei a cabeça no travesseiro pedindo que quando acordasse aquela tristeza toda não tivesse mais no meu peito.

Juntei novamente os pedacinhos para ter forças de continuar essa luta.

Agora aguardo o início de um novo ciclo, que deve ser lá pelo final do mês de maio. Volto a tomar pílula e consulto com o Dr. Link.

Se Deus quiser saio de lá com uma data para a videolaparoscopia, e encho meu coração de esperanças novamente.

1 Response to "1 ano passou e lembrar ainda dói"

Puxa amiga… que peninha de você. Deve ser muito doloroso mesmo lembrar desse momento da sua vida! Não se deixe levar pela tristeza porque pode ser ruim até para seu tratamento. Dia após dia, é isso que temos que viver.
Estou aqui tentando te levantar mas confesso que também ando meio pra baixo… às vezes bate um medo, um desespero… queria tanto esse filho, tanto, chega a doer por dentro. Que provação é essa que temos que passar? Por que? Por que não podemos ter a dádiva de engravidar facilmente, natural, sem estresse? A vontade aperta, o medo também, mas o mundo não pára, a vida segue… Beijos!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: